publicidade

Elicarlos diz ter sofrido injustiça de Sidney no Náutico

Thiago Wagner

Thiago Wagner

Ver perfil

Publicado em 08/09/2014 às 12:29

Último jogo do volante como titular foi contra o Santa. Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Último jogo do volante como titular foi contra o Santa. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Exatamente um mês depois do último jogo que fez como titular no Náutico, contra o Santa Cruz, no dia 9 de agosto, o volante Elicarlos tem chances de voltar ao time principal alvirrubro. O técnico Dado Cavalcanti cogita utilizá-lo no lugar de Paulinho, suspenso pelo terceiro amarelo. Se for acionado, Eli viverá um recomeço no Timbu depois das divergências com o ex-comandante Sidney Morais, de quem diz ter sofrido injustiça.

“Ele me chamou na sala dele e disse que eu estava mandando fazer corpo mole. Da maneira como ele falou, fui injustiçado. Não ia querer nada de errado para o clube sabendo que iria me prejudicar”, disse Elicarlos em entrevista nesta segunda-feira, no centro de treinamento Wilson Campos.

LEIA MAIS:
> Titulares do Náutico são poupados na manhã desta segunda

> Dado entre Elicarlos e Marcone para vaga de Paulinho no Náutico

Dentro dessa linha de pensamento, o volante ainda argumentou que era um dos mais corria no Náutico. Mas alfinetou o ex-treinador destacando que corria errado. “Eu fui um dos que mais corri no clássico. Só que fazia isso errado porque o resultado não vinha”.

Elicarlos e Sidney entraram em rota de colisão depois do clássico com o Santa Cruz, que o Timbu perdeu por 3×0. Sidney acusou o jogador de fazer corpo mole e o afastou. Só que a punição não durou muito tempo – o técnico caiu no mesmo dia e o volante foi reintegrado ao grupo.

Apesar das discordâncias, Elicarlos desejou bons sentimentos para Sidney. “Espero que seja feliz onde estiver”.


Veja também