publicidade
Foto: Reprodução/Youtube
Foto: Reprodução/Youtube

Durante a pandemia, Pokémon GO permitirá jogar sem precisar sair de casa

Manuela Figueredo

Manuela Figueredo

Ver perfil

Publicado em 16/04/2020 às 9:59

Embora a principal característica do jogo Pokemon Go seja andar pela cidade para coletar objetos, encontrar monstros e batalhar em ginásios, durante a pandemia, essa atividade fica comprometida. Levando em consideração esse contexto, o jogo precisou fazer algumas mudanças para se adaptar ao isolamento social necessário e garantir que os fãs continuem jogando mesmo durante a quarentena.

Mudanças no jogo

Uma das mudanças é que o jogador ganhará uma tarefa de pesquisa de campo bônus diariamente sem precisar girar uma PokéParada. Esta tarefa é diferente daquelas que você consegue se deslocando, pois será uma missão possível de se realizar sem sair de casa. Caso você já tenha os três slots de pesquisa cheios, um quarto slot irá se abrir para abrigar este bônus, mas você só o receberá se tiver completado o bônus anterior.

As batalhas de Reide em ginásios são eventos em que diversas pessoas reunidas em um mesmo lugar do mundo real lutam com monstros especiais, algo que atualmente é impraticável. Por isso, ficarão disponíveis na loja um novo Passe de Reide à Distância, que permitirá a participação em batalhas de ginásios próximos, sem você precisar se deslocar até ele. Durante este período, este passe custará 100 pokemoedas para ser adquirido. Caso falte presentes para você oferecer a seus amigos, seu Pokémon companheiro irá até as Poké Paradas próximas e trará para você alguns presentes para você reforçar suas amizades.

A empresa responsável pelo jogo, Niantic, afirma que trará mais novidades e, inclusive, revela estar considerando as sugestões enviadas pelos usuários.


publicidade

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 


Veja também